- Publicidade -

A Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) avança na construção do Viaduto Hélio Fádel Aráujo. Cerca de 80% da obra já foi concluída e a previsão é que ela seja finalizada no mês de agosto. O viaduto ligará a Avenida Francisco Bernardino com a Avenida Brasil, sem a interferência da linha férrea, facilitando o escoamento do tráfego de veículos.

Cerca de 40 pessoas trabalham na obra, que visa a otimizar a mobilidade urbana na região central da cidade e desafogar o trânsito ao diminuir o fluxo no sentido Rua Benjamin Constant e Mergulhão. O viaduto se inicia na Avenida Francisco Bernardino, passando por cima da linha férrea e saindo próximo ao prédio do novo fórum. O valor atual do contrato do convênio com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) para a construção é de R$13.014.805,15.

A Obra

O viaduto tem acessos em terra armada e conta com cinco pilares que sustentam a estrutura metálica em curva e a laje de concreto. Ele possui duas pistas em sentido único com largura total de 10,75m e 380m de extensão. Toda a parte de Infraestrutura e Mesoestrutura estão prontas. O que ainda vai ser feito é a concretagem da laje do vão 1, que fará a ligação entre os pilares P1P2. Em seguida, serão executadas as barreiras rígidas para a proteção lateral da via. Na etapa final, serão feitos os serviços de pavimentação, iluminação em LED em toda extensão e os acabamentos do viaduto para que ela possa ser entregue para o uso da comunidade.

- Publicidade -

Eficiência também é destravar

As obras anunciadas pela PJF, como neste caso o viaduto, já possuíam dinheiro em caixa. A Prefeitura não pode realocar esses recursos para outras áreas, como a saúde, pois estão disponíveis exclusivamente para tais fins. Caso as obras não sejam efetuadas, o município pode deixar de receber mais investimentos por parte do governo. Portanto, esses trabalhos já possuem orçamento previsto e não atrapalham no montante de outras pastas.

Outras informações:
(32) 3690-8133 e 3690-7403 – Secretaria de Obras

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui